Google+ Followers

quarta-feira, 2 de março de 2011

Obrigado, Scliar!

Moacyr Scliar, como todos sabemos, morreu neste domingo. E eu tive o privilégio de ter vivido uma pequena história com ele.
Nessa minha luta em favor da acessibilidade, tive a idéia de pedir uma ajuda para o Scliar. Por que o Scliar? Porque era um escritor renomado; porque era médico (e, portanto, sensível à minha causa) e porque ele trabalhava na RBS, uma empresa também renomada (não vou negar).
Resolvi, então, mandar um e-mail para ele. Qual não foi minha surpresa quando recebi, cerca de uma hora depois, a sua resposta. E ele foi de uma gentileza absurda. Prontamente, aceitou a minha proposta: ele faria uma nota sobre o assunto na sua coluna do caderno Donna no domingo seguinte.
Claro que fiquei esperando ansiosamente a Zero Hora de domingo. E a nota na coluna do Scliar não veio. Mandei outra mensagem a ele perguntando o que tinha acontecido. Ele (prontamente, outra vez) me explicou que, provavelmente, tinha sido uma problema de edição mas me tranquilizou, garantindo que, no próximo domingo, a nota seria publicada.
E, no dia 7 de fevereiro do ano passado, ela apareceu. Ei-la ina íntegra: "Gustavo Trevisi do Nascimento, que é jornalista e deficiente físico, escreve sobre um problema que, por razões óbvias, sente com mais intensidade: a conservação das calçadas de Porto Alegre: 'Tropeço e caio quase todo dia'. O RBS Notícias fez matéria sobre o assunto, e o Gustavo espera que isso seja o início de uma campanha para resolver a difícil situação."
Obrigado, Scliar, pela humildade e pela ajuda! Que Deus te ilumine!