Google+ Followers

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Artigo sobre o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Escrevi outro artigo para o Correio do Povo sobre o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Felizmente, tive uma boa resposta sobre o texto, que está aí embaixo:

                          Ano de ouro para pessoas com deficiência no RS


Amanhã será celebrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (PCD). É o momento para lembrar das nossas conquistas. E nós, gaúchos, temos muito o que comemorar em 2011.

Os deputados estaduais aprovaram o projeto de lei que institui o Fundo Estadual para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades, que é um instrumento que garante verbas para políticas de inclusão e acessibilidade. O RS foi o primeiro Estado a fazer isso. Os vereadores da Capital criaram o Plano Diretor de Acessibilidade, outra iniciativa pioneira no país. Esta lei estabelece normas para a acessibilidade das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida e já foi sancionada pelo prefeito José Fortunati.

É importante ressaltar os trabalhos realizados tanto pela Secretaria de Acessibilidade e Inclusão Social de Porto Alegre, liderada pelo secretário Paulo Brum, como pelo governo estadual, por intermédio da Faders (Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e de Altas Habilidades no RS), que foi reestruturada por Tarso Genro.

Em julho, realizou-se o Seminário Mídia e Deficiência, com a presença do chefe de reportagem da Agência Folha, Jairo Marques, que é cadeirante. Desse evento, resultou a retransmissão do "Faça a Diferença", programa da TV Assembleia que tem como assunto principal as PCDs, pela TVE. Em agosto, tivemos a 1 Semana da Valorização da PCD, com mais de 50 eventos em 17 cidades gaúchas.

No último dia 17, Dilma Rousseff lançou o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que pretende investir R$ 7,6 bilhões até 2014 na inclusão de PCDs em todo o país. Comemoramos, também, os 20 anos da Lei de Cotas, que nos garante emprego em empresas que tenham mais de cem trabalhadores.

Evoluímos, mas precisamos de mais. Necessitamos, principalmente, do respeito e da consideração da população. É indispensável que os moradores consertem suas calçadas; que as pessoas respeitem os assentos preferenciais nos ônibus e as vagas de estacionamento para PCDs; que as cidades abram secretarias ou departamentos em prol da nossa causa (dos 496 municípios gaúchos, apenas seis têm esse órgão). Exigimos melhores condições de estudo, saúde, trabalho e acessibilidade.

Enfim, só pedimos o necessário para que as Julianas, as Lizas, os Rogérios e as Giseles tenham uma qualidade de vida melhor.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Eventos...

Outro dia, fui na assembleia legislativa fazer um teste com a minha amiga Juliana Carvalho. A Ju ficará três meses fora e precisará de alguém para apresentar o programa dela, o "Faça a Diferença". Tomara que ela me escolha mas a concorrência é grande.
Na Feira do Livro, participei do seminário "O Cotidiano das Nossas Lutas", organizado pelo figuraça Alex Garcia, que tive o prazer de conhecer. Aprendi um monte, fiz amigos mas pena que o público foi muito pequeno, coisa de 10, 15 pessoas durante os dois dias de evento. 
Minha grande amiga Cristiane Schuller me fez uma homenagem na apresentação de seu trabalho no final do curso que ela fez, o que, obviamente, me deixou muito feliz e emocionado. A Cris citou esse blog, inclusive. Lamentavelmente não pude ir mas pretendo comparecer na formatura.
Hoje, fui num evento que debateu a terminologia sobre o nosso universo, promovido pela Faders. Foi extremamente produtiva a conversa. Por causa da fisioterapia, tive que sair antes. Mas ainda deu tempo de ganhar uma Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.
Resumo dessa história toda: hoje sou uma pessoa melhor do que era na última postagem.

sábado, 1 de outubro de 2011

Programa "Faça a Diferença" na TVE

A partir de 18 de outubro, o programa Faça a Diferença, da minha querida amiga Juliana Carvalho, começará a ser transmitido pela TVE.
E o melhor é que a ideia foi a minha. Durante o seminário Mídia e Deficiência, perguntei ao diretor de programação da TVE, Guilherme de Castro, se existia essa possibilidade: do programa da Ju ser transmitido pela TVE. Ele disse que existia. Fui aplaudido na hora. Confesso que hesitei em fazer a pergunta com medo de deixar o cara constrangido na frente de todo mundo. Felizmente, venci o medo e é gostoso saber que uma pequena atitude sua contribui para ajudar alguém.
Ah, o programa irá ao ar às terças-feiras, às 17h30min.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Semana da Valorização da Pessoa com Deficiência

Só agora estou conseguindo escrever alguma coisa sobre a Semana da Valorização da Pessoa com Deficiência.
Foi um movimento de união muito grande dos PCDs gaúchos. A Assembleia Legislativa; a Faders; a Câmara de Vereadores e a a Prefeitura de Porto Alegre se juntaram e promoveram mais de 60 eventos em 30 cidades gaúchas. Foi fantástico! Parecia mais um mini Fórum Social Mundial de tantos eventos que tinha. Muita gente envolvida. A Semaa começou com a Passeata do Movimento Superação, que contou com a participação de mais de 500 pessoas.
A imprensa deu um razoável apoio. A surpresa foi o Jornal do Comércio que fez matéria quase todos os dias.
Tivemos o apoio do prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, que sancionou o Plano Diretor de Acessibilidade para a cidade, o pioneiro no País, e do governador do Estado, Tarso Genro, que assinou uma série de medidas, gerando uma campanha chamada "Acessibilidade: Siga Essa Ideia, Tchê!".
Enfim, como diz o título da Semana, nos sentimos valorizados. E já temos um norte para fazer um evento ainda melhor em 2012.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Seminário Mídia e Deficiência

Confesso que fiquei decepcionado com o pouco comparecimento do público e da imprensa no seminário. Mas o que ficou de positivo foi a qualidade do debate. Alguns dos presentes pediram à Juliana (organizadora do evento) que outras edições aconteçam. E ela pediu sugestão de nomes que pudessem enriquecer os próximos debates.


Da mídia, compareceram a Rádio e TV Assembleia; TVE; TV Unisinos e Canal Futura. Zero Hora, no dia seguinte ao evento, publicou uma nota baseada no release do site da Assembleia. O Correio do Povo compareceu mas não publicou matéria.

Acredito que tenham comparecido ente 100 e 150 pessoas.

Com relação ao meu relato, fiquei extremamente nervoso a ponto de suar mas sobrevivi. Tomara que eu vá melhorando aos poucos.

No final das contas, deu orgulho. Deu orgulho de eu ter dado a ideia do evento e, principalmente, deu orgulho das amizades que fiz: Bruna; Vitória; Diva; Gisele; Ledi; Liza; Jairo, etc. Gente que pode, e pode muito. Agora, rumo a passeata do Movimento Superação no dia 21 de agosto.

sábado, 2 de julho de 2011

Julho, mês de eventos para PCDs em Porto Alegre

No mês de julho, teremos três seminários especialmente voltados para as pessoas com deficiência em Porto Alegre. Fato raro.
Nos dias 4 e 5, na Câmara Municipal, acontecerá o Seminário Cidade Acessível, Cidade de Todos, organizado pelo vereador Carlos Comassetto, com participação da Silvana Cambiaghi, arquiteta da prefeitura de São Paulo.
No dia seguinte, é a vez do Seminário Políticas Públicas para PCDs em reabilitação/habilitação. Este encontro será no plenário da Assembleia Legislativa e terá a participação dos secretários estadual, Ciro Simoni, e municipal, Carlos Casartelli, da saúde, além do presidente da assembleia legislativa, Adão Villaverde.
E no dia 27, será a vez do seminário Mídia e Deficiência, também no plenário da Assembleia Legislativa. A ideia foi minha e a realização brilhante da Juliana Carvalho. Discutiremos a falta de espaço para PCDs na mídia. O bom é que, provavelmente, teremos a participação dos presidentes das quatro empresas de comunicação do Estado: RBS; Record; Band e Pampa.
Quem sabe, assim, começaremos a mudar esta situação e aí teremos mais espaço na mídia e mais eventos relativos ao nosso público.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Plano Diretor de Acessibilidade aprovado!

Porto Alegre é a primeira cidade brasileira a ter um plano diretor de acessibilidade. A lei foi aprovada na Câmara Municipal por unanimidade na última quarta-feira (22/6). Agradeço a todos os vereadores que votaram; apoiaram e trabalharam na idéia. Fico feliz por ter colaborado um pouco nessa história.
Espero que, a partir de agora, o conceito de acessibilidade se dissemine pela sociedade portoalegrense.
No link, a íntegra da lei: http://projetos.camarapoa.rs.gov.br/projetos/103919

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Secretário Nacional de Promoção dos Direitos das PCDs em Porto Alegre

Hoje, vários pessoas ligadas ao segmento da pessoa com deficiência no Rio Grande do Sul estiveram almoçando com o Secretário Nacional de Promoção dos Direitos das PCDs, Antônio José do Nascimento Ferreira na Churrascaria Garcias, em Porto Alegre.
Antônio foi nomeado para esse cargo na semana passada pela ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e o RS foi o primeiro estado a ser visitado por ele.
Fico feliz em perceber como a Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos do Estado e a Faders está junto do nosso público. Há uma vontade política do atual governo com as pessoas com deficiência.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Campanha Nacional de Acessibilidade no Olímpico

Ontem, durante o jogo Grêmio e Corinthians, foi realizado um desfile da Campanha Nacional de Acessiibilidade. Um grande número de pessoas, com ou sem deficiência, todas uniformizadas, desfraldaram a bandeira da acessibilidade no gramado do Olímpico.
A Juliana Carvalho me ligou no sábado mas eu tava dormindo, Aí, fui retornar a ligação mas ela não atendeu. A Ju me ligou às 14h30min de ontem, muito em cima do jogo e eu não quis ir. Me arrependi pois a festa tava muito bonita.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Obrigado, Scliar!

Moacyr Scliar, como todos sabemos, morreu neste domingo. E eu tive o privilégio de ter vivido uma pequena história com ele.
Nessa minha luta em favor da acessibilidade, tive a idéia de pedir uma ajuda para o Scliar. Por que o Scliar? Porque era um escritor renomado; porque era médico (e, portanto, sensível à minha causa) e porque ele trabalhava na RBS, uma empresa também renomada (não vou negar).
Resolvi, então, mandar um e-mail para ele. Qual não foi minha surpresa quando recebi, cerca de uma hora depois, a sua resposta. E ele foi de uma gentileza absurda. Prontamente, aceitou a minha proposta: ele faria uma nota sobre o assunto na sua coluna do caderno Donna no domingo seguinte.
Claro que fiquei esperando ansiosamente a Zero Hora de domingo. E a nota na coluna do Scliar não veio. Mandei outra mensagem a ele perguntando o que tinha acontecido. Ele (prontamente, outra vez) me explicou que, provavelmente, tinha sido uma problema de edição mas me tranquilizou, garantindo que, no próximo domingo, a nota seria publicada.
E, no dia 7 de fevereiro do ano passado, ela apareceu. Ei-la ina íntegra: "Gustavo Trevisi do Nascimento, que é jornalista e deficiente físico, escreve sobre um problema que, por razões óbvias, sente com mais intensidade: a conservação das calçadas de Porto Alegre: 'Tropeço e caio quase todo dia'. O RBS Notícias fez matéria sobre o assunto, e o Gustavo espera que isso seja o início de uma campanha para resolver a difícil situação."
Obrigado, Scliar, pela humildade e pela ajuda! Que Deus te ilumine!